11

MAIO

Vendas de Dia das Mães devem crescer cerca de 5% em 2018

Levantamento feito pela Federação das CDLs de SC (FCDL/SC) aponta que a principal data do varejo no primeiro semestre será marcada por crescimento nas vendas. Para 59,9% dos empresários consultados, a expectativa é de alta entre 5% e 10%. Em Chapecó, a expectativa da CDL é de que o crescimento seja de aproximadamente 5%.

“A economia em 2017 foi instável. Felizmente começamos a enxergar indícios de estabilidade e avanço, o que significa segurança e possibilidade de novos investimentos principalmente em datas comemorativas como o Dia das Mães”, observa o presidente da entidade, Clóvis Afonso Spohr.

O tíquete médio das compras deve ficar entre R$ 100 e R$ 150, na projeção de 56,2% dos lojistas. A consulta foi realizada junto a 400 empresários com atuação no varejo nas cidades de maior potencial de consumo em Santa Catarina.

“Mãe é símbolo de amor, cuidado e proteção. Pode ser mãe de sangue ou de coração, o certo é que todos temos uma mãe que merece ser presenteada neste dia especial. Não importa o tamanho ou o valor, mas sim não deixar a data passar em branco”, indica o presidente da CDL Chapecó.

Como já é tradição, os segmentos de vestuário e calçados despontam, somando 45,99%. Outro dado revela que o trabalho ativo do varejo estará mais uma vez presente, como é o caso de 69,34% dos consultados que estão realizando promoções. Pensando neles a FCDL/SC está com a campanha temática cujo conceito é “você tem crédito de sobra para expressar o seu amor”, voltada ao consumidor que planeja adquirir os presentes para esta data.

“Gradativamente percebemos que o consumidor está retomando o ritmo de compras e voltando a investir em si e na sua família. Após um prazo de recuo e estagnação, estes dados nos tornam mais confiantes para os resultados deste ano”, avalia Ivan Tauffer, presidente da entidade

DIA D

Para proporcionar mais tempo para a compra dos presentes, a CDL Chapecó promove neste sábado (12), data que antecede o Dia das Mães, o “Dia D”, com horário de atendimento livre nos estabelecimentos comerciais. “O intuito é oportunizar que os filhos tenham tempo para pesquisar preços e escolher a melhor opção para suas mães”, conclui Spohr.

Fonte: MB Comunicação

compartilhar