8

OUT

Venda de Dia das Crianças é de otimismo no comércio

As vendas no varejo para o Dia das Crianças devem ser levemente maiores neste ano em Santa Catarina. De acordo com levantamento da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC), há expectativa de crescimento de até 10% na avaliação de 66,66% dos lojistas entrevistados no Estado. Em Chapecó, segundo avaliação da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) também existe expectativa de melhora em relação ao ano anterior.
“Acreditamos que ocorra um crescimento variável entre 5% e 10%, a mesma média estadual. O Dia das Crianças atinge um público segmentado, o infantil, e oferece uma série de opções na hora de presentear. Brinquedos, roupas, calçados e eletroeletrônicos são algumas das opções”, observa o presidente da CDL Chapecó, Clóvis Afonso Spohr.
O levantamento demonstrou entre os itens que acreditam serem os mais procurados, os brinquedos aparecem com 30,67% da preferência, seguido pelo vestuário com 23,33%. Na opinião de 59,3%, o tíquete médio alcançará R$ 150.
Na avaliação de Ivan Roberto Tauffer, presidente da FCDL/SC, essa projeção positiva se deve principalmente em grande parte ao ciclo de corte de juros, iniciado pelo Banco Central e ao controle da inflação, que permanece dentro da meta. Outro fator determinante é a retomada do ritmo de consumo das famílias.

DIA D

Em Chapecó, a fim de oportunizar horários diferenciados de atendimento ao cliente, facilitando a escolha do presente das crianças, a (CDL) promove dois sábados “D”. O primeiro será neste dia 06 e o segundo no dia 13. Os lojistas são livres para definir seus horários de atendimento.
“Orientamos que as lojas estendam seus horários de acordo com as necessidades de seu público-alvo. O Dia D serve como um diferencial para os consumidores que não possuem tempo de efetuar suas compras durante a semana. As datas comemorativas, como o Dia das Crianças, são um estímulo a mais”, ressalta Spohr.

Fonte: MB Comunicação

compartilhar