9

AGO

Alerta: golpistas vendem serviços do SPC em Chapecó

CDL é a única entidade autorizada a efetuar a comercialização no município

 

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Chapecó (CDL) alerta os empresários do comércio chapecoense para um golpe que está sendo aplicado. Estelionatários têm vendido o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) sem autorização e de maneira falsa por valores exorbitantes. A entidade informa que é a única detentora dos direitos de comercialização em Chapecó com credenciamento junto ao SPC Brasil e pede para que os lojistas fiquem atentos e quando visitados verifiquem a veracidade das informações repassadas junto à entidade.

De acordo com o presidente da CDL Chapecó Clóvis Afonso Spohr a entidade não cobra valor de adesão do serviço. “Os estelionatários vendem a adesão ao SPC por quase mil reais e cobram mensalidades absurdas. Pedimos que os empresários estejam atentos porque os falsos representantes se apresentam com material de identificação e domínio sobre o funcionamento do SPC, o que torna fácil de confundir. Porém, os únicos autorizados a efetuar essa comercialização são os vendedores da CDL Chapecó”, alerta.

A entidade já efetuou o boletim de ocorrência junto à Delegacia de Polícia Civil e está acompanhando o caso para evitar que mais pessoas caiam no golpe e sofram danos. “Nossa preocupação é em minimizar o número de pessoas prejudicadas por esse golpe, uma vez que a ferramenta é muito importante para quem trabalha com vendas em crediário e serve como um excelente auxílio na análise de concessão de crédito. O trabalho feito pela CDL Chapecó é sério e responsável. Por isso orientamos para que todos fiquem atentos e em casos de dúvidas procurem a entidade”, complementa o vice-presidente da CDL Chapecó, Gilberto João Badalotti.

SOBRE O SERVIÇO

A consulta ao banco de dados proporciona ao associado mais agilidade no acesso e despreocupações com vendas que parecem ser arriscadas, diminuindo o número de inadimplência, oferecendo mais segurança na hora de conceder crédito, trazendo melhores soluções e resultados, tanto para a empresa quanto para o cliente.

O SPC conta com quatro tipos de registros: simples, com boleto, por e-mail e com protesto. O simples com negativação do CPF ou CNPJ, na base do SPC, onde o inadimplente recebe o aviso através de carta pelo correio. O com boleto segue o mesmo processo do registro simples, mas a carta aviso será acrescida com um boleto no valor da dívida, corrigida pelos índices do PROCON. O devedor pode pagar o boleto em bancos, lotéricas ou pela internet sem precisar comparecer na empresa. Automaticamente, o CPF ou CNPJ é reabilitado na base do SPC.

No registro por e-mail a negativação do CPNJ ou CPF, na base do SPC, ocorre da mesma maneira das modalidades anteriores. A mudança acontece na forma de envio da carta aviso, que será através de e-mail. Essa opção possibilita redução de custo. Com protesto a negativação ocorre na base dos cartórios, através do sistema da CDL. Mais agilidade e rapidez, com menor custo.

O SPC proporciona mais economia, segurança e praticidade na hora de protestar um título. “Essa operação utiliza o sistema próprio da CDL Chapecó. Por isso, somos os únicos autorizados a vendê-lo”, reforça Spohr.

Fonte: MB Comunicação

compartilhar